24.8.12

O Câmbio na fronteira do Peru com o Brasil: um breve relato sobre a nossa experiência


fonte:  http://rischmoller.wordpress.com 
Na fronteira tem vários comerciantes que vendem de tudo e inclusive fazem o câmbio. Quando você chega lá, vários peruanos correm para cima de você, oferecendo soles (ou nuevo sol - a moeda que circula no Peru). A dica que damos é não comprar imediatamente com eles (podemos estar errados, mas a nossa impressão foi que sempre quem ia para cima da gente, não ofereciam os negócios mais vantajosos.
Isso ocorreu em vários lugares no Peru). Se  você tiver tempo, vale a pena pesquisar a cotação deles. Mas se não, encontramos a melhor cotação na Tuca. Conseguimos trocar nossos reais por soles com 1 real = 1,20 soles. Por incrível que pareça, foi a melhor cotação que encontramos. Não tínhamos como saber, achávamos que de repente em Cuzco conseguiríamos cotações melhores, mas não. Lá chegamos a encontrar 1 real = 1 sole.

Uma outra dica importante sobre o câmbio é  nunca, em hipótese alguma aceitar notas rasgadas, manchadas, coladas ou muito velhas, pois podem ser difíceis de repassar. E de preferência, pegar notas menores de 100 soles, para facilitar no troco quando pagar em dinheiro (principalmente nas pequenas cidades) e também para não correr o risco de receber notas falsas e ficar no prejuízo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário