8.8.12

Mochilão no Peru em julho: que roupas levar?

Esta foi uma das partes mais trabalhosas do planejamento do nosso mochilão. Tudo porque os paraenses aqui que convivem diariamente com uma temperatura média de 30º não sabiam o que iam encontrar. No início do ano viajamos para o Chile e Argentina, em pleno verão achamos que íamos pegar sombra e água fresca  e passamos o maior frio (ok, fomos despreparados para a Patagônia, mas só era a entrada dela, Bial...), então não queríamos correr este risco novamente. Sendo assim, buscamos informações mais precisas sobre a temperatura do Peru no mês de julho aqui e ficamos acompanhando.

Sabíamos que o período que iríamos é seco (menos mal, pois já tínhamos passado pela experiência de ficar presos no hotel maravilhoso por conta de 2 dias intermináveis de chuva em Bariloche e perdemos praticamente todos os passeios) e que, para nós, certeza que sentiríamos frio, já que vimos que a temperatura média variava entre 19º e 0ºC e tinha a questão que iríamos levar todas as nossas coisas nas costas e que tudo o necessário para nos proteger do frio, teria que caber nas nossas mochilas de 70 (minha) e 80 litros (do Igor).
O Blog viajesim deu umas dicas muito legais e arrumamos nossas mochilas mais ou menos como a Jackie mostrou.

Fomos decididos a levar somente o necessário, sem medo de aparecer nas fotos com roupas repetidas e
com a ciência que teríamos que colocar nossas roupas para lavar o maior número de vezes possível para sempre ficarmos com roupas limpas. Nós também tínhamos medo de levar só roupa de frio e acabar passando calor, então nossa estratégia foi roupas leves, que ajudasse a nos protegesse do frio, mas que pudessem ser usadas em caso de calor. Assim, nossas mochilas foram arrumadas da seguinte forma:

Roupas femininas

Para proteger do frio:

2 Blusas térmicas
4 Meia-calças fio 80
2 segundas peles
1 casaco corta-vento
1 casaco quentinho, mas que não ocupava tanto espaço
1 pijama
- meias para usar com a bota e para dormir
1 par de luvas
1 Xale
1 gorro

Para o dia-a-dia: 

1 blusa de gola alta e manga longa
1 blusa de manga longa
6 camisas de manga curta (contando com a que eu viajei)
1 vestido
1 legging
1 calça esporte
roupa íntima

outros:

- 1 protetor para olhos para dormir.
- 1 kit muito básico de maquiagem: só para disfarçar a cara de cansada de vez em quando.
- lenço removedor de maquiagem (que ajudou bastante a limpar o rosto todas as noites antes de dormir, porque ficamos em lugares que só tinha água congelada fria na torneira da pia do banheiro).

Sapatos:

1 bota (quase sempre no pé)
1 sandália havaiana
1 sapatilha

Roupas Masculinas

Para proteger do frio:

2 blusas térmicas
1 calça segunda pele
1 casaco corta-vento (do tipo 2 em 1) 
1 pijama
1 par de luvas
2 gorros
meias para usar com bota e para dormir


Para o dia-a-dia:

1 calça corta-vento
1 calça de tactel (que virava bermuda) 
1 calça Jeans
8 blusas - sendo uma mais social
1 cinto

Sapatos:

1 bota - quase o tempo todo no pé
1 sandália de dedo
1 tênis All Star

(tudo para homem é mais prático, né?)

Outros ítens para os dois dividido entre as mochilas:

- Farmacinha: com itens básicos que poderíamos precisar na viagem como remédios para enjôo, dor de barriga, analgésico, anti-inflamatório, micropore, mertiolate, pomada para baque, adesivos para respirar melhor.

- Repelente.

- Protetor solar (rosto, corpo e lábios).

- Talco para pé.

- produtos de higiene pessoal: lenços umedecidos, shampoo, condicionador, sabonete líquido, álcool 70, pasta de dentes, escovas, papel higiênico, protetores de assento de vaso sanitário (muito recomendado - você não sabe os banheiros que vai encontrar por aí), etc

- 2 toalhas ultra absorventes.

- 2 mantas - pequenas (muito úteis durante as viagens de ônibus).

- Sacos de Ziploc (sim, aqueles de guardar alimentos). Eles são ótimos! Ajudam para diminuir o volume das coisas, serviram para guardar as coisas que podem derramar na mochila (tipo shampoo,..), usamos para separar as roupas sujas e para organizar nas mochilas de ataque quando íamos viajar somente com elas, deixando o mochilão guardado em outro lugar (ex. Águas Calientes e Isla del Sol).


Mochilas de ataque:

Cada um levou a sua e nelas ficavam as coisas que usávamos no dia-a-dia.


Conclusão....

Rodoviária de Puno

Juntando as duas mochilas, elas pesaram no total 21kg (em média 10 quilos para casa um). Não ficou muito pesado, mas poderia ter ficado mais leves. Apesar de todos os estudos e preparativos, ainda levamos algumas coisas desnecessárias, que vou listá-las a seguir:

- kit de banho: shampoo, condicionador e sabonete líquido - em embalagens para viagem (levamos 2 e poderíamos tranquilamente ter levado só 1).

- Xale - não usei nenhuma vez.

- Embalagem grande de repelente (parecia que íamos para selva... da próxima vez, levamos uma embalagem menor).

- Poderia ter deixado uma segunda pele e uma blusa térmica sem problema nenhum (levei dois de cada e acabei usando só 1 de cada).

- O Igor também poderia ter deixado uma ou duas camisas sem problemas.

- levamos dois livros que não conseguimos ler de jeito nenhum - sempre estávamos muito cansados.

- levamos dois guias e um pequeno guia de conversão em espanhol. O de conversação, vou desistir de levar em viagens porque ele sempre volta sem termos lido uma página. Decidimos também adotar a ideia sugerida em outros blogs, de xerocar partes principais dos nossos guias de viagens e deixá-los em casa. 

Com os ítens que levamos, não passamos necessidade. Ficamos aquecidos quando precisamos e não derretemos debaixo de nenhuma roupa quando sentimos calor. As mantas foram úteis nas viagens de õnibus, tanto para nos cobrir ou usadas como travesseirinho. Os remédios, alguns foram necessários e quebraram o maior galho. Tivemos erros e acertos, mas o mais importante: aprendemos e certamente no próximo (porque SIM, haverá um próximo) já vamos levar as mochilas mais leves ainda.

Alguma dúvida? Pode perguntar que a gente responde ;)

8 comentários:

  1. Irei fazer um mochilão pelo Peru e Bolívia (incluindo a trilha Salkantay), e estou tentando descobrir o que levar. O que você chama de segunda pele é aquelas fininhas que vendem em lojas de lingerie ou aquelas underwear preta térmica?
    Estou pensando em uma lista de vestuário mais ou menos assim:
    1 blusa térmica
    1 calça térmica
    1 calça/shorts
    1 casaco de fleece
    1 corta vento
    7 camisetas
    1 pijama
    1 bermuda
    1 calça jeans
    4 pares de meia para caminhada

    Será que isso é suficiente? Para a esposa seria mais ou menos a mesma coisa, alterando alguns itens). As blusas/calças térmicas são práticas mesmo? Tendo um conjunto só dá para se virar? Pq comprar 2 conjuntos para cada um para nunca usar no Brasil é complicado...

    ResponderExcluir
  2. Oi Luiz, a segunda pele é aquela blusa igual meia calça, bem fininha que vende na loja de lingerie, no caso, para mulher. Ai usei a segunda pele e a blusa térmica (a preta que vende em loja de esportes). Meu marido usou só a blusa térmica por baixo de todas as outras blusas, mais o casaco (principalmente a noite) quando fazia mais frio. Essa quantidade de roupa que você esta levando é suficiente, ainda mais para quem vai levar tudo na mochila, mas tem que ter ciência que vai ter que colocar pra lavar algumas vezes, o que não é problema, pois lá tem lavanderia para todos os lados. As blusas e calças térmicas protegem bem, meu marido usava por debaixo da calça jeans e da calça corta-vento (o que eu coloquei calça segunda pele, na verdade é a térmica, mas sempre usada por debaixo de outra calça). Nós nos viramos com um conjunto, pois tínhamos esse mesmo pensamento de nunca usar aqui, mas não fizemos a trilha. Acho que a sua esposa pode se virar com meias calças fio 80 de acrílico por debaixo de outra calça. Lembrando que determinadas horas do dia não é tãaao frio, mas sendo essencial para a noite.

    ResponderExcluir
  3. Hum, entendi que você tinha levado dois conjuntos pq escreveu "2 Blusas térmicas ... 2 segundas peles", se foi um só que você levou e deu certo fico mais tranquilo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Roberta, tentei procurar um email de contato, porem não achei.

    Estou fazendo os planos junto com minha namorada, iremos agora em maio. Estamos com dúvidas em relação à quantidade da grana total para o casal, vamos passar 15 dias, saindo de Rio Branco de ônibus.

    Por coincidência também somos de Belém/PA. Gostaria muito de uma luz sobre esses valores para um casal viajante.

    Desde já agradecemos.

    Paulo & Nayana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo e Nayana, que legal que vocês vão fazer essa viagem. É uma experiência incrível! Em relação a grana, primeiramente tens que pensar no estilo de viagem que vocês querem fazer,o que vocês querem comer, o quanto de conforto vocês querem ao dormir e qual a prioridade dos passeios. No nosso caso, priorizamos os passeios sempre, com um mínimo de conforto para dormir (hospedagem em hostel mas com quarto para casal, com banheiro privativo)e fazendo apenas uma refeição boa por dia (a outra a gente comia lanche. Em Cuzco comemos muito no Bembo's, que ficava em frente a Plaza de Armas, uma espécie de Mac Donald's Peruana; em Arequipa, Burguer King e quando possível, pedíamos o prato do dia, que consistia numa entrada - salada ou sopa- prato principal e refrigerante e saia tudo por 15 soles para cada um). Como tínhamos pouco tempo para fazer tudo o que queríamos, resolvemos fazer as viagens entre cidades em ônibus noturnos (uns confortáveis, outros nem tanto assim - mas isso foi por falta de informação mesmo) ai economizamos algumas diárias de hotel. Para os dias que ficamos por lá, mais ou menos essa quantidade de dias que vocês vão ficar, contando tudo, passeio, hospedagem, comida, transporte entre cidades, gastamos os dois juntos em torno de 3000 (um pouco menos, vou olhar nas minhas anotações e depois te digo o valor certo)... mas pra te falar a verdade poderia ser menos. O que encareceu muito foi a hospedagem em Rio Branco (muito cara e sem nada de mais)e também porque fizemos alguns passeios privativos (vale sagrado e city tour), ao invés de ir em passeio de agência, porque queríamos ter liberdade de ficar no lugar sem pressa para ir embora... Mas como te falei, vou procurar e te digo o valor mais aproximado. Mas ai, me manda email (robertamaues@yahoo.com.br) ou responde por aqui, como vocês tão pensando em fazer... posso te dar dicas de hostel, de ônibus (principalmente aquele que não deve pegar de jeito nenhum), etc...

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah gente, essa viagem de Rio Branco para Cuzco e Cuzco para Rio Branco, façam pela Movil Tours. Não peguem outro ônibus. Na volta, pegamos ônibus da Ormenõ e passamos 24 horas infernais. Fomos abordados pela polícia antidrogas de madrugada, que fez o ônibus parar e entrou acordando todo mundo na maior "delicadeza", também passamos 4 horas na fronteira do Peru com o Brasil, sendo revistados pela polícia federal. E ficamos esse dia inteiro sem comer... 24horas sem comer! E num bonde onde a cadeira nem reclinava... Tenso! E o preço da ormeño é praticamente o mesmo da movil. Então usem sempre o ônibus da Movil, ok?

      Excluir